Mercado Nuvem Pública cresce rapidamente no Brasil e BRLink entra na disputa entre as grandes, aponta relatório global da ISG

De acordo com a pesquisa, houve um aumento considerável no número de concorrentes entre os provedores de serviços, o que permitiu empresas menores e estreantes nesse segmento conquistarem lideranças em algumas áreas de atuação

28 November 2019 escrito por DatacenterDynamics

O mercado de Nuvem Pública está em rápido crescimento no Brasil, constatou o relatório "ISG Provider Lens 2019 Public Cloud" divulgado, na última semana, pela empresa global de consultoria e pesquisa em tecnologia Information Services Group (ISG). De acordo com a pesquisa, houve um aumento considerável no número de concorrentes entre os provedores de serviços, o que permitiu empresas menores e estreantes nesse segmento conquistarem lideranças em algumas áreas de atuação.
 
A BRLink, por exemplo, empresa que atua há apenas 5 anos com soluções e gerenciamento de nuvem AWS, já disputa o mercado de forma expressiva como líder em três quadrantes diferentes: (1) Public Cloud Transformation Services for Midmarket; (2) Managed Public Cloud Services; e (3) Managed Public Cloud Services for AWS. Neste último, a BRLink aparece à frente de grandes players, como TIVIT, Mandic, Locaweb e UOL DIVEO, entre outros.
 
Para o CEO da BRLink, Rafael Marangoni, esse posicionamento é exclusivo, pois trata-se de um estudo global, feito por uma companhia como a ISG. “A BRLink, utilizando-se de todas as metodologias globais da ISG se classificou como líder no quadrante Brasil, o que representa um importante crescimento nesse mercado, até mesmo para empresas de médio porte, como nós”.
 
De acordo com Jan Erik Aase, diretor e líder global da pesquisa ISG Provider Lens, não há nenhum outro estudo similar no Brasil que reconheça no país empresas que tenham capacidade de portfólio e de competitividade no mercado. Todas as outras empresas de pesquisas que fazem quadrantes ou estudos como esse são globais.
 
“Ao longo dos últimos anos definimos e executamos uma estratégia de excelência na oferta de serviços de nuvem para o mercado, com uma receita muito simples: unir pessoas a tecnologias inovadoras. Para nós, o reconhecimento do ISG Provider Lens coroa este trabalho”, comemora o CEO da BRLink.
 
Tendências
 
O levantamento da ISG revelou que não somente as empresas estão adotando de forma crescente os serviços de Nuvem Pública, como também buscando ajuda de fornecedores para levar mais cargas de trabalho para a nuvem. Essa migração tem acontecido de forma constante, principalmente entre empresas de médio porte, que passaram a mover parte ou todas as suas atribuições de TI para a nuvem.
 
O Banco Fibra é um exemplo, sendo o primeiro banco não digital a transferir todos os seus serviços de TI para a nuvem, incluindo os tradicionais, aplicações legadas bancárias. O primeiro banco tradicional a operar 100% na nuvem no Brasil. “Uma tendência notável dessa ruptura é a mudança das cargas de trabalho do SAP para a nuvem”, destaca o relatório.
 
Também há uma tendência para especialização em nuvem, com cada uma sendo usada para dimensionar sistemas voltados para o cliente, análise de Big Data e Machine Learning. A automação está em alta demanda para orquestrar arquiteturas de nuvem distribuídas, revela o estudo.
 

CONECTAR-SE COM DCD

ENTRAR


Esqueci a senha?

Criar conta MyDCD

Você precisa de profissionais qualificados?

regiões

region LATAM y España North America Europe Em Português Middle East Africa Asia Pacific

Whitepapers Ver Todos