Armazém Paraíba comemora sucesso de projeto de outsourcing de infraestrutura de TI com a Microcity

Capilaridade de atendimento da Microcity em todo o Brasil viabilizou projeto que contempla as 51 lojas da rede distribuídas em seis estados brasileiros

14 November 2019 escrito por DatacenterDynamics

Desde 2012, o Armazém Paraíba, uma das maiores redes de lojas de departamento da região Nordeste do Brasil, que pertence ao Grupo Claudino, passa por um processo de reformulação da arquitetura e ambientação de suas 51 lojas, distribuídas em seis estados do país; baseado no ponto de venda do futuro que destaca a sinalização, interatividade e comunicação, para proporcionar a melhor experiência de compra aos clientes.
 
Para tornar essa iniciativa viável, a rede optou por terceirizar seus ativos de TI com a Microcity. “Ao terceirizar a gestão das máquinas pudemos concentrar nossa atenção na inovação e na constante melhoria dos nossos pontos de vendas”, conta Heber Alves Salgado, gerente de TI do Armazém Paraíba.
 
Ele ressalta que a capilaridade que a Microcity oferece tem sido um ponto forte para garantir o sucesso do projeto. “Nossas unidades muitas vezes estão espalhadas em regiões afastadas, dificultando o suporte e a gestão das máquinas. Antes, era necessário deslocar minha equipe de TI para essas cidades, quando acontecia algum problema, o que podia levar dias para ser resolvido. Depois do projeto, conseguimos ser atendidos em qualquer local do país, por meio de uma equipe rápida e qualificada”.
 
Hoje a Microcity possui mais de 131 parceiros nas regiões Norte e Nordeste para prestar todo tipo de atendimento, desde a entrega dos ativos até a atualização de softwares e checagem do ciclo de vida do equipamento.
 
A infraestrutura de TI também fez parte deste processo de transformação da rede de lojas. Para garantir o funcionamento dos negócios, o Armazém Paraíba optou por terceirizar os servidores com a Microcity. “Com isso, eliminamos a preocupação com paradas imprevistas, problemas técnicos, falta de ativos para reposição e troca dos equipamentos que apresentassem defeitos”, conta. 
 
Segundo Salgado, além da questão do suporte e manutenção das máquinas e servidores, a gestão dos processos operacionais também foi melhorada. “Conseguimos visualizar tudo o que está acontecendo dentro das lojas. Problemas pontuais, como falhas de rede, lentidão de sistemas, e as causas de cada parada, são facilmente identificados e corrigidos. Literalmente, temos tudo às claras”.
 
Outro ganho apontado por ele, é a capacidade de redundância obtida nas lojas contempladas, pois cada uma conta com dois servidores, e quando um apresenta algum defeito o outro assume o lugar imediatamente, fazendo com que as operações não sejam prejudicadas. “A segurança e estabilidade dos sistemas não têm preço para o setor varejista. Não podemos parar por nada, pois tudo está correlacionado”, finaliza.
 

 

CONECTAR-SE COM DCD

ENTRAR


Esqueci a senha?

Criar conta MyDCD

Você precisa de profissionais qualificados?

regiões

region LATAM y España North America Europe Em Português Middle East Africa Asia Pacific

Whitepapers Ver Todos