UOLDIVEO: Hosting e Colocation na era da Nuvem

Em entrevista exclusiva, Cleyton Ferreira, CTO do UOLDIVEO, fala sobre as particularidades dos dois modelos

17 December 2018 escrito por Tatiane Aquim

UOLDIVEO: Hosting e Colocation na era da Nuvem
Cleyton Ferreira, CTO do UOLDIVEO
Por causa da Computação em Nuvem, o mercado de Colocation e Hosting tem passado por uma grande mudança nos últimos anos; mudança essa, que permite ao cliente contratar a infraestrutura de acordo com seu consumo, além de dar total liberdade ao cliente para fazer a gestão dos recursos a serem utilizados diretamente em um painel de controle. As ofertas de Hosting têm sido as mais impactadas pelo advento das nuvens, uma vez que os benefícios procurados por quem utiliza Hosting também são entregues nesta modalidade a custos, normalmente, mais baixos. Ainda assim, o mercado tem preocupações com segurança e autonomia sobre os ativos computacionais e, justamente por isso, empresas, onde há uma preocupação muito grande com a localização de seus dados, ainda buscam em ofertas de Colocation, sua base de infraestrutura.
 
Em entrevista excluvisa, Cleyton Ferreira, CTO do UOLDIVEO, fala sobre as particularidades dos dois modelos. Leia, a seguir, a entrevista.
 
DatacenterDynamics: Hosting Dedicado e Colocation, quais são as principais diferenças?
 
Cleyton Ferreira: Colocation nada mais é que o aluguel de espaço e energia em uma estrutura física que garante uma série de práticas seguras como controle de acesso ao data center, às salas onde estão instalados os servidores e, eventualmente, até às áreas específicas dentro destas salas. Além disso, data centers são projetados para não sofrerem com indisponibilidade de energia e refrigeração, contando sempre com sistemas redundantes. Neste tipo de contratação, o cliente é responsável pela instalação e manutenção de seus equipamentos dentro deste espaço locado.
 
Hosting Dedicado é o aluguel e gestão de servidores dentro de um data center. Enquanto Colocation está focado na infraestrutura física, o Hosting está focado nos equipamentos que efetivamente serão utilizados. No caso de Hosting Dedicado, além da gestão do equipamento físico, é comum que sejam ofertados serviços de gestão, que incluem instalação de sistema operacional, atualizações, ajustes de regra de firewall, etc.
 
 
DCD: Que vantagens e desvantagens cada um oferece?
 
C. F.: Colocation garante mais liberdade ao cliente sobre o que ele deseja instalar dentro do espaço contratado, já que a responsabilidade do data center é apenas o fornecimento de energia elétrica e espaço físico (algumas vezes se inclui também a conectividade com Internet).  Ao mesmo tempo, exige um conhecimento técnico maior e também a alocação de funcionários para cuidarem deste tipo de atividade, o que além do funcionário em si, gera necessidade adicional de se fazer a gestão desta função. Já dentro do Hosting toda a preocupação com a gestão dos servidores é terceirizada, eliminando todo o esforço e conhecimento necessário nisto. Em contrapartida, os clientes precisam se enquadrar nos processos/regras de solicitações de mudanças tratativas de incidentes determinados pelo provedor de serviços.
 
DCD: Para qual tipo de empresa o Hosting é mais indicado?
 
C. F.: Empresas que desejam se distanciar de questões de infraestrutura e servidores, se aproximando mais de questões relacionadas aos negócios.
 
DCD: Para qual tipo de empresa o Colocation é mais indicado?
 
C. F.: Empresas com grande quantidade de servidores, onde as questões de conformidade com suas normas de atuação ou o impacto financeiro e operacional da gestão a ser realizada por equipe própria se justifique. O Colocation também é indicado para empresas que investem em seus recursos computacionais, mas não têm interesse em manter infraestrutura de data center.
 
 
DCD: No Brasil qual é mais utilizado e por quê?
 
C. F.: No Brasil, sempre tivemos uma grande demanda por Hosting, porém o cenário tem se invertido justamente pelo advento das nuvens. Assim como o mercado de Hosting tem sido impactado pelo de Cloud Computing, o mercado de Colocation também tem mudado em função da Cloud. A necessidade por metro quadrado de data center tem diminuído, pois muitas aplicações têm migrado para cloud, enquanto que a densidade de energia tem aumentado (servidores e equipamentos mais densos). Antes, os principais clientes no Brasil eram as companhias pequenas, médias e grandes. Hoje, os maiores consumidores de data center são os provedores de nuvem em hiperescala.
 

 

CONECTAR-SE COM DCD

ENTRAR


Esqueci a senha?

Criar conta MyDCD

Você precisa de profissionais qualificados?

regiões

region LATAM y España North America Europe Em Português Middle East Africa Asia Pacific

Whitepapers Ver Todos