Compliance: a importância da segurança de seus dados financeiros

É imprescindível que todos os processos do sistema sigam à risca os procedimentos pré-estabelecidos para garantir a integridade das informações 
 

8 June 2018 escrito por Luiz R. Cascaldi

Esse é um termo que tem aparecido cada vez mais em matérias de TVs, jornais, sites e rádios. Se você é gestor de uma média ou grande empresa, muito provavelmente já possui uma área de Compliance. O ponto estratégico desse texto não é ensinar ou dar os passos para a implementação, mas sim destacar sua importância sobre o ponto de vista da segurança dos dados financeiros de um negócio.
 
Em termos gerais, compliance significa estar de acordo com normas, controles internos e externos e seguir à risca as políticas e diretrizes estabelecidas para o seu negócio. E, claro, tais regras se aplicam a todas as áreas, tais como trabalhista, fiscal, contábil, financeira, ambiental, jurídica e tantas outras. Dentre as listadas, as áreas contábeis e financeiras são as mais sensíveis e impactam positiva (ou negativamente) a saúde de uma empresa.
 
Em um mundo onde todos estamos conectados, a segurança da informação torna-se uma forte moeda de troca e, claro, um ponto estratégico para grandes companhias. Por isso, a confidencialidade é uma das partes mais importantes na sua área de Compliance. Dê acesso apenas para pessoas que sejam de total confiança e crie processos de acesso que possam identificar quem é quem, quando há alguma alteração de dados. Isso diminui erros e não gera dúvidas sobre quem é responsável pelo que.
 
É de se esperar também que sua área de Compliance já tenha uma série de regras e procedimentos para aplicação interna. Nesse caso, é imprescindível que todos os processos do sistema sigam à risca os procedimentos pré-estabelecidos para garantir a integridade e preservação das informações em seus formatos originais.
 
Claro que a informação não deve (e nem pode) ficar centralizada em apenas um profissional. Por isso, caso seja necessário que outras pessoas acessem determinados documentos, crie atalhos para acessos, desde que o proprietário ou responsável pelo Compliance seja sempre notificado.
 
Por último, faço aqui um pedido. Jamais negligencie a área de Compliance de sua empresa. Nos últimos anos, ela se tornou, ao lado do Financeiro e Contábil, o coração do negócio, auxiliando, inclusive, para que as empresas possam se destacar de seus concorrentes.
 
*Luiz R. Cascaldi é CMO na Dattos.
 
 

CONECTAR-SE COM DCD

ENTRAR


Esqueci a senha?

Criar conta MyDCD

Você precisa de profissionais qualificados?

regiões

region LATAM y España North America Europe Em Português Middle East Africa Asia Pacific

Whitepapers Ver Todos