R&M aposta em Computação em Hiperescala para Data Centers Empresariais

Empresa acredita na mudança das arquiteturas de Hiperescala em data centers de Colocation e também no segmento corporativo para grande volume de fibra ótica no ponto de entrada do edifício

5 December 2017 escrito por DatacenterDynamics

A R&M, desenvolvedora e fornecedora global de sistemas de cabeamento para infraestruturas de rede de alta qualidade, baseada em Wetzikon, na Suíça, está prevendo novos desafios para os data centers tradicionais. No caminho da Computação em Nuvem, os data centers terão que modernizar e ampliar suas redes para poder fornecer recursos de forma mais flexível. E em particular, eles têm que estender seu cabeamento de fibra óptica. "O início da era da Nuvem Privada e Híbrida e o salto de 10 a 40 ou 100 Gigabit Ethernet podem ser dominados com arquiteturas planas e o conceito de Hiperescala. Mais cedo ou mais tarde, mesmo data centers comuns terão que se transformar em data centers de Hiperescala", prevê Thomas Wellinger, Market Manager Data Center da R&M.
 
As pesquisas de mercado da R&M mostram que essa tendência já está começando e os data centers de colocation, bem como alguns data centers empresariais, têm alguns obstáculos a serem superados. "Um exemplo típico: a entrada do cabo no prédio e o rack para dividir a multiplicidade de cabos externos não são adequados para um design em Hiperescala", explica Thomas Wellinger. Segundo ele, os armários convencionais não foram projetados para o dimensionamento flexível de cabeamento. Os componentes de roteamento de cabos, fissuras e emendas geralmente se tornam hostis ao usuário.
 
A equipe de desenvolvimento da R&M na Califórnia - Estados Unidos, está analisando os requisitos atuais dos data centers de colocation em detalhe. O rack de junção Building Entry Point (BEF-60) foi criado com base em uma vasta experiência em racks de distribuição em fibra ótica de grande volume e estudos de melhores práticas. A sua capacidade total é de 23.040 emendas óticas. 384 fibras podem ser gerenciadas em cada uma das suas 60 bandejas empilháveis. Segundo Thomas Wellinger, "com o BEF-60, a R&M está novamente ressaltando seu papel como desenvolvedor líder de sistemas fibra ótica de alta densidade. Esta plataforma é a via rápida para colocation e data centers empresariais no mundo da Hiperescala. O início ideal aponta para topologias escaláveis e à prova de futuro e topologias limpas". De acordo com a R&M, um dos maiores provedores de data centers de colocation do mundo recentemente optou por uma extensa instalação de gabinetes BEF 60.
 
A R&M vê uma crescente necessidade de plataformas de emendas ópticas, como o BEF-60 e soluções de Hiperescala no segmento empresarial. "As aplicações em nuvem e a Internet das Coisas estão crescendo em corporações. Hoje, existem 8,4 bilhões de coisas conectadas entre si no mundo todo. Todos os dias, mais e mais empresas estão integrando sistemas completos de produção, edifícios, escritórios, aplicativos, armazenamento e muito mais em uma Nuvem Privada ou externa. Esta tendência apresenta um grande desafio para as redes", diz Thomas Wellinger. A R&M estima que as instalações de fibra de alta contagem e as infraestruturas de Hiperescala são a única resposta, quando se trata de planejamento de médio e longo prazos. Os data centers empresariais podem ser orientados para as experiências dos gigantes públicos da nuvem.
 
De acordo com a R&M, os Data Centers em Hiperescala possuem uma arquitetura de computação incrivelmente escalável, que pode ser gerenciada como uma única unidade. As soluções de Hiperescala permitem que os operadores comecem modestamente com menores investimentos e, em seguida, reajam de acordo com a demanda crescente. Eles podem, assim, agregar imediatamente ou ampliar suas redes sem problemas, sem ter que interromper as operações. A capacidade de Hiperescala baseia-se, em particular, na existência de uma massa disponível de fibras ópticas. Os cabos de fibra de alta contagem com mais de 2000 ou 4000 cabos de fibra múltipla são normalmente necessários para cobrir o requisito de conectividade. Atualmente, os principais provedores de serviços em nuvem estão implementando o conceito de hiperescala para que eles possam adaptar sua performance de computação, com o objetivo de se adequar ao mercado em todos os momentos. O mercado de data center de hiperescala está crescendo em torno de 20% em média, a cada ano; em 2022 atingirá um volume estimado de 71,2 bilhões de dólares.
 
 
 
 
 

CONECTAR-SE COM DCD

ENTRAR


Esqueci a senha?

Criar conta MyDCD

Você precisa de profissionais qualificados?

regiões

region LATAM y España North America Europe Em Português Middle East Africa Asia Pacific

Whitepapers Ver Todos