Sonda Ativas migra data center da CEMIG com apoio da Hewlett Packard Enterprise

Parceria garantiu melhora nos tempos de resposta do novo ambiente
 

6 October 2017 escrito por DatacenterDynamics

A Sonda Ativas firmou uma parceria com a Hewlett Packard Enterprise para realizar a migração do data center próprio da CEMIG (Companhia Energética de Minas Gerais S.A) para o seu data center.
 
A CEMIG possuía um sistema de storage com discos mecânicos tradicionais com tempos de backup compatíveis com esta tecnologia, alto e custo com renovação do suporte. Focada na melhoria de desempenho e redução de custos, a Companhia de Energia Elétrica decidiu migrar seu data center para o ambiente da Sonda Ativas. A expectativa da CEMIG era que esse seria um projeto de uma envergadura gigantesca e, por consequência, com muitos problemas nas migrações.
 
Depois de estudos e reuniões, a Sonda Ativas chegou à conclusão que, melhor que preparar um ambiente bolha para as migrações, seria criar um ambiente definitivo. De acordo com a Sonda Ativas, o que foi determinante para a escolha da HPE, como parceira nesta empreitada, foram os requisitos técnicos e o valor da solução, além da capacidade comprovada para realizar uma entrega com essa complexidade e disponibilidade do canal Digiopen, que também teve uma participação muito engajada e bastante relevante. “O parceiro foi muito efetivo”, reitera Aurélio Arouca, gerente de projeto da Sonda Ativas.
 
O plano consistia em fazer a migração do data center da CEMIG para a Sonda Ativas, com atualização da tecnologia e sem impactar o negócio, ou seja, sem paradas ou reduzindo o tempo de paradas nas migrações que envolviam as principais aplicações do cliente. Para isso, foram utilizados dois Storages HPE 3PAR, uma solução de backup StoreOnce, oito switches SAN HPE 8/8, além de um chassi com lâminas para montar o ambiente e assim viabilizar o serviço de migração de dados. “Estes foram os equipamentos que adquirimos com a HPE, porém tivemos aquisição de Switches Ethernet, Tape Library, racks, cabeamentos, obra civil do datacenter da Sonda Ativas e links DWDM redundantes de duas operadoras”, explica Arouca.
 
“Preparamos a infraestrutura dentro do nosso data center para recebermos a migração de todo ambiente do nosso cliente. Se não tivéssemos optado por uma infraestrutura definitiva com todas as soluções que adquirimos da HPE, além de outros equipamentos adquiridos com outros fornecedores, não conseguiríamos ter êxito nas migrações”, conta Arouca. “Como não optamos em ter um ambiente bolha, as nossas migrações foram definitivas, sem ter que utilizarmos ambiente provisório, o que nos proporcionou um custo benefício.”
 
O processo da mudança de data center, contendo o planejamento e as migrações efetivamente, teve a duração de 12 meses divididos em quatro fases, com a participação da HPE em três fases com duração de pouco mais de oito meses, de abril de 2016 a setembro de 2016. Na primeira fase de participação da HPE foi feita a ativação dos equipamentos. Na segunda e terceira fase, foi feita a migração de dados dos sistemas que estavam em storages legados da CEMIG para os storages adquiridos, onde 90% dos dados foram migrados pela HPE, sempre trabalhando muito próxima da Sonda Ativas, que coordenou todo o processo.
 
“Ao todo, foram 40 Go lives em um ano, sendo apenas um ambiente que tivemos que executar o plano de retorno, porém na segunda tentativa obtivemos êxito na migração deste ambiente”, comemora. “A forma como planejamos foi exatamente a forma como executamos e entregamos. Não tivemos atrasos em nenhuma das fases”, explicou Arouca. Com isso, hoje a CEMIG, utilizando o data center Sonda Ativas, registrou uma melhora significativa do tempo de resposta no novo ambiente.
 
 

CONECTAR-SE COM DCD

ENTRAR


Esqueci a senha?

Criar conta MyDCD

Você precisa de profissionais qualificados?

regiões

region LATAM y España North America Europe Em Português Middle East Africa Asia Pacific

Whitepapers Ver Todos