Equinix revela como conseguiu crescer em tempos de crise

Empresa abre a receita utilizada para crescer enquanto o mercado lutou para não encolher
 

17 May 2017 escrito por Tatiane Aquim

Equinix revela como conseguiu crescer em tempos de crise
Eduardo Carvalho, presidente da Equinix no Brasil
A crise econômica que o Brasil entrou sozinho, no triênio 2014-2016, colocou as empresas à prova. A Equinix passou neste teste e agora colhe os frutos. Em meio as turbulências que ainda afetam a economia brasileira, a empresa global de data centers e interconexão, fechou o último trimestre de 2016 com um aumento de 33%, em relação ao período anterior.
 
Eduardo Carvalho, presidente da Equinix no Brasil, explica que durante períodos de instabilidade econômica, as empresas precisam otimizar cada vez mais seus recursos para focar em seu core business e melhorar a produtividade, ao mesmo tempo em que reduzem custos. E a terceirização da TI é a melhor opção nesse sentido, o que faz com que a demanda da Equinix aumente. "Atualmente, todas as companhias passam por um profundo momento de transformação digital. Ter um parceiro para suportar essas novas estratégias, muitas vezes na nuvem, otimiza todos os processos e facilita essa jornada digital."
 
A estratégia da Equinix é oferecer oportunidade de negócios para todas as empresas que estão em seu ecossistema, o que é vantajoso para as companhias hospedadas nos data centers da empresa, que se apresenta como uma plataforma de interconexão neutra, operando como um marketplace para as organizações, ou seja, as companhias podem fazer negócios dentro do ecossistema Equinix, o que se traduz  em uma vantagem competitiva em períodos de instabilidade econômica.
 
A tática da Equinix permitiu que a empresa saísse ganhando com a crise, já que os custos iniciais para implantar um parque tecnológico in-house, bem como os gastos de manutenção e update são muito altos. Além disso, a energia elétrica que esse tipo de infraestrutura demanda é bastante custosa no Brasil. "Fatores como esses incentivaram mais empresas a buscar por soluções de data center e cloud computing."
 
Receios dos clientes que buscam a Equinix
 
De acordo com o presidente da Equinix, os principais pontos observados pelos clientes que buscam contratar algum serviço de Tecnologia da Informação são relacionados à Segurança, Contingência e Continuidade dos Negócios. As companhias querem ter certeza de que seus ambientes estarão sempre seguros e disponíveis. "Procuramos orientar e esclarecer todos os nossos clientes sobre estes pontos. Além disso, é comum que as empresas queiram saber sobre a robustez da infraestruturea do data center e sobre o modelo de contratação – que deve ser o mais ágil e transparente possível", conta o presidente da Equinix, destacando que na balança "Preço X Eficiência", é essencial ter um equilíbrio desses dois fatores, especialmente em épocas de instabilidade financeira. Segundo ele, as empresas brasileiras têm colocado a eficiência acima de valores, na maioria das vezes. "Afinal, as organizações entendem que não adianta ter uma solução terceirizada que exigirá tanto ou mais trabalho do que mantê-la in-house."
 
Data Center
 
A Equinix acaba de inaugurar seu maior data center na América Latina, localizado em Santana do Parnaíba - SP. Este é o quinto site da empresa no Brasil e o terceiro na região de São Paulo. O novo data center recebeu US$ 69 milhões de investimento, na primeira etapa de construção, e foi desenvolvido com base nos conceitos de sustentabilidade e TI Verde.
O SP3 tem um total de 20 mil m² e mais de 8 mil m² de área de piso elevado. São cerca de 13,3 megawatts de energia disponível e o data center tem uma subestação de alta tensão própria e linhas redundantes, que garantem mais confiabilidade e estabilidade do que as que normalmente abastecem os data centers.
 
A distância entre SP3 e SP2, data center da companhia em Tamboré (SP), torna possível a interconexão de alta densidade e com menor custo de transmissão entre os sites, por meio de fibra ótica escura. Isso permitirá a oferta de portas de 10, 40 e 100 Gb/s no portfólio de interconexão da Equinix via Equinix Metro Connect.
 
Tendências e desafios da TI em 2017
 
Segundo a Equinix, a Computação em Nuvem seguirá em alta este ano, e a tendência é que as companhias adotem, cada vez mais, ambientes híbridos. Esse tipo de infraestrutura permite que as empresas mantenham seus dados críticos dentro de um ambiente de TI próprio e as demais informações em cloud, otimizando custos com equipamentos e manutenção, ao mesmo tempo em que conquistam uma infraestrutura mais escalável.
 
Outra tendência importante é a interconexão. O estudo “A Empresa do Futuro”, feito em 2015, com mais de 1.000 profissionais de TI no mundo inteiro, concluiu que, até o fim de 2017, 84% dos líderes de TI implantarão uma infraestrutura em que a interconexão, definida como ligações físicas ou virtuais diretas e seguras, estará no centro de suas decisões, comparando com apenas 38% na época.
 
Sobre os desafios, o executivo afirma que o principal será com relação aos dados. Com a Internet das Coisas, cada vez mais informação é produzida e precisa ser armazenada, processada e cruzada para gerar resultados positivos. Por isso, focar na segurança dessas informações é essencial. O Gartner prevê que os gastos mundiais com segurança da Internet das Coisas (IoT) chegarão a US$ 547 milhões em 2018, tudo para evitar o risco de exposição e roubo de dados. Segundo o presidente da Equinix, é importante, que as empresas invistam na conscientização dos consumidores, já que as pessoas ainda não percebem totalmente o tamanho dos riscos de seus dispositivos. "Mais do que ter os dados, é primordial, agora, que as companhias consigam aproveitá-los em prol dos consumidores. Esperamos que a Equinix possa apoiá-los nesta tarefa", conclui.
 
 
 

CONECTAR-SE COM DCD

ENTRAR


Esqueci a senha?

Criar conta MyDCD

Você precisa de profissionais qualificados?

regiões

region LATAM y España North America Europe Em Português Middle East Africa Asia Pacific

Whitepapers Ver Todos