ODATA escolhe a Afonso França Engenharia para construir seu primeiro data center

Em um terreno de 22.800 metros, prédio terá 13.500 metros quadrados de área construída

29 November 2016 escrito por DatacenterDynamics

ODATA escolhe a Afonso França Engenharia para construir seu primeiro data center
Bruno Pagliaricci, Chief Technology Officer (CTO) da ODATA
A ODATA, empresa idealizada pela área de infraestrutura do Pátria Investimentos, avança na construção do seu primeiro data center. A empresa, que tem como principal objetivo oferecer toda a infraestrutura necessária para abrigar servidores, que processam informações com distribuição global em larga escala, selecionou o local e os parceiros cuidadosamente. Com projeto assinado pela Quark-Aceco, especializada em infraestrutura de TI e Centros de Comando e Controle Integrado (CICC), a empresa escolheu a tradicional construtora paulistana Afonso França Engenharia para o comando da obra.
 
Fundada há 24 anos, a Afonso França Engenharia possui mais de 500 obras realizadas em todo território nacional nos segmentos industrial, comercial e institucional, com especialização nos setores de data center, saúde, farmacêutica, papel e celulose, sempre atendendo às especificidades e exigências de cada área.
"Temos entre os nossos diferenciais a realização de serviços com tecnologia de ponta, segurança e respeito ao meio ambiente. Como forma de criar novas competências e aperfeiçoar nossa equipe, investimos constantemente em nosso corpo técnico, composto por profissionais altamente qualificados para exercerem uma gestão flexível, com respostas rápidas às demandas dos clientes," afirma Claudio de Souza Afonso, Diretor da Afonso França Engenharia.
 
Previsto para ser inaugurado em março de 2017, o DC SP01, como será chamado o local, está localizado em Santana de Parnaíba, na região metropolitana da capital paulista. O terreno possui 22.800 metros quadrados e o projeto prevê uma área construída de 13.500 metros quadrados. A obra teve início em junho deste ano e, atualmente, está com mais de 40% execução. A equipe de trabalho envolve corpo técnico especializado de engenheiros, arquitetos e técnicos totalizando aproximadamente 270 colaboradores, liderados pelo engenheiro Antonio Carlos Marchini Junior, diretor de engenharia da Afonso França.
 
“O sucesso de um data center começa com a escolha do local e dos parceiros para condução do projeto, fornecimento de equipamentos, obras civis e instalações. Buscamos os mais modernos padrões mundiais da indústria, aliando alto desempenho e confiabilidade para uma operação eficiente, segura, escalável e ambientalmente sustentável. Selecionamos a área por atender todos os requisitos em termos de energia, segurança e telecomunicações. Contatamos a Quark-Aceco para desenvolver o projeto por todo o know-how em data centers colocation de padrão internacional. E escolhemos a Afonso França Engenharia pela sua história, portfólio, referências de seus clientes e expertise em empreendimentos de missão crítica”, conta Bruno Pagliaricci, Chief Technology Officer (CTO) da ODATA.
 
Todo projeto da obra foi desenvolvido dentro dos padrões definidos pelo Green Building Council, com a intenção de obter a certificação LEED (Leadership in Energy and Environmental Design), com base nos princípios de sustentabilidade aplicados à construção. A empresa também investiu na tecnologia free cooling indireto (a técnica utiliza o ar externo para climatização para reduzir o consumo energético, preservando os níveis de serviços necessários para a refrigeração dos equipamentos). A área atende todos os requisitos em termos de energia, segurança e telecomunicações.
 
O DC SP01 será um prédio com certificação Uptime Tier III e contará com uma equipe de manutenção predial, elétrica, mecânica, telecomunicações e de segurança patrimonial on-site (24x7x365). Outro grande diferencial é a conectividade do Data Center, que será “Carrier Neutral”, com múltiplas opções de provedores de telecomunicações e abordagem por anel de fibra subterrâneo com duplicidade de rotas, além de uma rede de dados interna de última geração, possibilitando ampla opção de conectividade com alta performance e de simples provisionamento.
 
Dados Móveis
 
As previsões mostram que até 2018 o tráfego de dados móveis deve chegar a 1.200 exabytes no mundo todo. Esse número é 11 vezes superior ao volume registrado em 2013. Em termos financeiros, até 2020, a expectativa é que este mercado movimente cerca de US$ 160 bilhões, demandando um grande crescimento do setor de data centers.
 
“No Brasil, estamos em um período de transição entre os data centers tradicionais e os cloud data centers. Enquanto na Europa, por exemplo, conseguimos mapear mais de mil data centers de colocation e nos Estados Unidos, este número supera a 1.500, no Brasil  como um todo, conseguimos, somar no máximo, 35. Nossos Data Centers chegam para atender este mercado”, garante Pagliaricci.
 

CONECTAR-SE COM DCD

ENTRAR


Esqueci a senha?

Criar conta MyDCD

Você precisa de profissionais qualificados?

regiões

region LATAM y España North America Europe Em Português Middle East Africa Asia Pacific

Whitepapers Ver Todos