Codeagro migra para Plataforma Azure e 365 com a G&P

Coordenadoria de Desenvolvimento dos Agronegócios migrou 15 servidores físicos para ambiente híbrido, contemplando apenas 1 servidor físico e 3 servidores em nuvem

22 September 2016 escrito por DatacenterDynamics

Com o intenção de aumentar a competitividade da produção, promover o fortalecimento do cooperativismo e associativismo rural, a Coordenadoria de Desenvolvimento dos Agronegócios (Codeagro), iniciou recentemente um projeto, que durou aproximadamente 30 dias para ser implementado. A iniciativa, foi realizada pela G&P Projetos e Sistemas, provedora de soluções de tecnologia e uma das principais parceiras da Microsoft no Brasil, que em abril deste ano, conquistou a certificação Gold da Microsoft, nas competências Hosting e Application Integration. A parceria Gold Certified Partners representa o maior nível de associação de competências que uma empresa pode ter dentro do programa de parcerias da Microsoft. Este nível confere capacitação máxima à G&P nos produtos Microsoft, reforçando a imagem da companhia no mercado.
 
Projeto
 
Um dos principais desafios da G&P, durante a execução do projeto, foi elencar os programas e serviços de nuvem Microsoft com servidores físicos e realizar a migração, em um curto espaço de tempo. 
 
“O ambiente híbrido gerou uma série de benefícios, entre eles o aumento da produtividade com maior espaço nas caixas postais (50Gb por usuário), armazenamento em nuvem, rede social corporativa e websites internos com fluxos para otimização do trabalho”, relata o gerente de Soluções da G&P, Ronaldo Souza.
 
Para o diretor Técnico da Codeagro, Valério Oliveira, dentre diversos fatores que trouxeram benefícios e vantagens na migração para o Microsoft Azure e Office 365, destaca-se a possibilidade de atualização tecnológica dos diversos serviços da Coordenadoria, de forma dinâmica, sem a necessidade de estudos técnicos e outra questões burocráticas. “Também destacamos que, em tempos de crise, o incremento da redução de custos foi um diferencial muito grande, no que diz respeito aos custos de infraestrutura, redução no consumo de energia elétrica, tendo em vista que anteriormente utilizávamos servidores físicos. Podemos dizer que o projeto em si trouxe uma economia de mais de 40% com relação aos contratos que tínhamos anteriormente”, finaliza. 
 
 
 

CONECTAR-SE COM DCD

ENTRAR


Esqueci a senha?

Criar conta MyDCD

Você precisa de profissionais qualificados?

regiões

region LATAM y España North America Europe Em Português Middle East Africa Asia Pacific

Whitepapers Ver Todos